O Foco em Curto Prazo Dificulta a Prevenção de Queda de Objectos no Brasil - Polar Componentes & Dropsafe | Dropsafe

Sign up to the Dropsafe newsletter

For information on why we collect and how we process your data, read our Privacy Policy.

Close

Thanks for signing up to the newsletter.

Close
Press Release

O Foco em Curto Prazo Dificulta a Prevenção de Queda de Objectos no Brasil – Polar Componentes & Dropsafe

A Dropsafe e a Polar Componentes anunciam o acordo de distribuição para ampliar o acesso às melhores práticas de soluções em Prevenção de Quedas uma oportunidade para operadores de Óleo & Gás no mercado Brasileiro na redução de gastos de HSE em longo prazo enquanto aumentam sua segurança.

 

Macaé, Brasil, 12 de janeiro – Apesar dos avanços significativos no enfrentamento dos riscos de Quedas, as operadoras brasileiras de O&G e outros setores industriais centrais correm o risco de perder o progresso inicial devido às soluções de segurança de baixo custo, à medida que os mercados globais experimentam volatilidade.

A aquisição de ferramentas de segurança visando apenas o preço pode deixar os operadores à mercê de soluções menos eficazes e de qualidade inferior demandando  substituições regulares.  Porém, um foco renovado na instalação de soluções de alta qualidade, duráveis e de alta classe levarão os operadores do setor a se beneficiarem da redução de gastos com Prevenção de Quedas, além da redução das taxas de incidentes.

Essa solução está dentro dos padrões da líder global em prevenção de Queda de Objetos (Drops), a Dropsafe, e do fornecedor brasileiro veterano em O&G, a Polar Componentes que assinaram um contrato de distribuição. O acordo estabelece o fornecimento, aos operadores de O&G na região, de uma oferta rápida e confiável em soluções de boas práticas em Soluções Antiquedas como a Barreira, Rede e Bolsa da Dropsafe.

O grande mercado de O&G do Brasil está evoluindo rapidamente à medida que as empresas do mercado se adaptam a um ambiente regulatório e operacional em constante mudança.  O reconhecimento crescente dos riscos de Quedas dos principais players nacionais e internacionais tem impulsionado uma corrida para garantir que os ativos sejam protegidos, particularmente devido ao envelhecimento das instalações offshore. Lidar com esse problema é vital, pois ativos mais antigos podem apresentar altos níveis de corrosão e requerem atenção extra.

A Dropsafe e A Polar destacaram uma tendência atual na região de minimizar o gasto inicial durante a aquisição para HSE, o que pode prejudicar os esforços de mitigação de riscos a longo prazo.  Além disso, o uso de redes de baixa qualidade e eslingas improvisadas para retenção secundária de luminárias aéreas é uma preocupação para os profissionais de HSE.

Essas soluções de redes de baixo custo muitas vezes não atendem aos padrões internacionais de prevenção contra Quedas, exigindo sua substituição regular e, em última instância, levando à montagem de equipamentos em longo prazo e custos de manutenção.

Há uma falsa economia semelhante ao optar por barreiras mais baratas, que impedem que objetos caiam através dos vãos nas grades de proteção, como descrito no white paper “Passando Pelas Fendas” da Dropsafe.  Esses riscos podem ser mitigados de forma mais eficaz usando sistemas de barreira mais robustos e versáteis que ofereçam uma instalação rápida e manutenção mínima, reduzindo significativamente os custos de mão-de-obra durante todo o ciclo de vida do sistema.

A Dropsafe e a Polar oferecem, portanto, uma oportunidade comercial significativa às Empresas Brasileiras de O&G para investirem em soluções de Quedas duráveis e de longo prazo.  De modo crucial, ao investir em soluções robustas de Contra Quedas cobertas por garantia e apoiadas por extensos seguros de responsabilidade, as empresas no Brasil podem ter certeza de que estarão efetivamente gerenciando riscos representados pela Queda de objetos ao pessoal, equipamentos e reputação.  A parceria firmada pelas duas empresas tornará esse objetivo mais atingível para as operadoras brasileiras, garantindo o fornecimento oportuno de soluções robustas de prevenção de Quedas.

Mike Rice, Diretor Comercial da Dropsafe, disse: “O Brasil é um mercado crucial para o mercado de O&G no mundo todo e continua a atrair investimentos de gigantes na energia.  É por isso que construir uma cultura robusta de prevenção de Queda é vital – incidentes sérios de segurança podem ter impactos devastadores no pessoal e podem levantar a preocupações para os investidores.  Para gerenciar as pressões orçamentárias de forma mais eficaz, é fundamental que a indústria olhe para os equipamentos de segurança como um ativo de longo prazo, e não como um consumível.”

Alasdair Kelman, Gerente Técnico da Polar Componentes, disse:  “Estamos orgulhosos em trabalhar com a Dropsafe para enfrentar os riscos de Quedas no Brasil.  Tanto a montante quanto a jusante os mercados de O&G, usinas químicas e instalações de geração de energia no Brasil têm visto mudanças rápidas na conscientização sobre os riscos de Quedas.  Nossa parceria com a Dropsafe trará as melhores soluções ao Brasil para possibilitar que os operadores possam desenvolver os melhores programas de prevenção de Quedas e otimizar seu investimento em HSE.”

O acordo de distribuição com a Polar Componentes estende ainda mais a rede de suporte da Dropsafe para a América Latina, após o acordo anterior assinado com a Jaguar Oilfield na Guiana em setembro.

 

Para ler este artigo em inglês, clique aqui